Imprimir

ELK lança segunda faixa do EP D’Kina com ‘Orquestra das Grifes’

Escrito por Marcelo em . Postado em Músicas

ELK lança segunda faixa do EP D’Kina com ‘Orquestra das Grifes’

O artista baiano ELK lançou nesta segunda-feira (15/10), a segunda faixa do seu EP D’Kina denominada como Orquestra das Grifes. A composição faz parte do seu projeto que vem sendo trabalhado há três meses, o qual foi divulgado inicialmente no mês de setembro com a primeira track, ‘To Pela Orla’ com participação do rapper Dois As.

ELK descreve em Orquestra das Grifes a luta de um artista para conquistar seu espaço na música, citando suas composições e inspirações, por meio de um paralelo com os fatos no cenário do rap no Brasil, enfatizando: “Para viver adapte seus passos, já que a fé é amiga da esperança, rezo para a ganância que não afete o meu habitar. Não sou um profeta, apenas um recruta aprovado pela rua que enxerga a conduta”.

O cantor e compositor também questiona por meio de ironia sobre o que de fato é valorizado no país, fazendo alusão a cultura praticada e a falta de oportunidades da população através do trecho: “ Em terra do futebol Pelé é visto como rei, patriotas decapitam, cai suas táticas, penas lastimáveis, pobre lamentável, aqueles que criam suas leis. Me doei pra fazer o melhor e ser consciente que na minha mente plantada esquecer o pior”.

A gravação da faixa foi realizada no estúdio do Pela Orla Music, pelo produtor Doga Love, responsável pela mixagem e masterização da música. Ao mesmo tempo em que a edição da capa do EP ficou sobre a direção de Bula UTP, com selo da 2K Criativa.

Em breve será lançado o EP completo, o qual é composto pelas faixas: A Conquista, Disposição do meu Bonde, Por Grana, Gold Splash, D’Kina, To Pela Orla e Orquestra das Grifes.

O rapper traz como características marcantes no seu EP, a autenticidade e o trava-língua usados nos versos das músicas, que tem beats nos estilos boomp bap e trap. Além do mais, ELK promete agitar o público por meio da poesia musical e fortalecer o rap nacional.

“Acredito que nada foi programado e eu sou apenas um instrumento usado em minhas músicas. O D’Kina observa, se sustenta, sai de paradigmas onde os elos afetam o ego e a sinceridade é o maior prêmio para nossos princípios. Um novo começo está por vir”, diz ELK.  

 

Sobre o artista:

O soteropolitano ELK , que tem como nome Iuri Gonçalves, estreou no cenário do rap baiano em março deste ano, com o clipe Mundo Fictício quando fazia parte do grupo BlackSpot.

Meses depois, o artista deu continuidade ao seu trabalho através da carreira solo, lançando outras singles como Ideias Divergentes, Busca Implacável e Deixa Passar.

Em setembro o rapper lançou a primeira faixa do seu EP D’Kina, a qual foi inspirada em uma gíria baiana, que significa observar as coisas de vários ângulos para ELK.

Após o lançamento do EP previsto para o mês de novembro de 2018, será gravado um videoclipe da música É o Bicho nos próximos meses.

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar